Hospital Frei Galvão

Telefone:

Hospital Frei Galvão -

Nossa História

A REALIZAÇÃO DE UM SONHO

A ideia do futuro se constrói a partir do novo. E de que forma a chegada desse futuro pode afetar a vida das pessoas?

De muitas formas. Em especial, se estiver ligado à realização de um grande sonho, como o ambicionado por seus administradores e irmãs, no ano de 1941, que acreditaram ser possível oferecer à comunidade da região de Guaratinguetá uma assistência hospitalar com o mesmo padrão de qualidade do encontrado nos melhores hospitais da Capital. O que era apenas uma ideia começou a tomar forma e, o que deveria, inicialmente, ser apenas um serviço de saúde, transformou-se no esboço de um hospital amplo e moderno: o Hospital e Maternidade Brasil.

O COMEÇO DE TUDO

Por volta de 1981 foi inaugurada a primeira fase do hospital, composta de 6 andares, vários apartamentos, 5 salas de cirurgia, 1 sala de parto, berçário e 1 centro de recuperação, tudo muito simples e sem equipamentos. O projeto, no entanto, previa 2 alas, que foram sendo construídas ao longo dos anos. Paralelamente, as irmãs sentiram a necessidade de profissionalizar a administração para que melhores resultados pudessem acontecer. Sendo assim, foram criados novos apartamentos, Ala Vip, Ala Especial, equipamentos diagnósticos e terapêuticos, aumentando a diversidade de especialidades médicas oferecidas e promovendo maior especialização dos serviços. Tudo isso com um único objetivo: a busca da melhoria de todo o processo de promoção da saúde dos pacientes.

CRESCENDO SEMPRE!

O avanço da informatização e da globalização decretou uma nova era para o ser humano, proporcionando uma grande aceleração no conhecimento do homem em todas as áreas da ciência. Ciente do significado da tecnologia para os profissionais em geral, e em especial para os da saúde, o Hospital Maternidade Frei Galvão tem evoluído muito, seguindo uma política de constante aprimoramento, disponibilizando ao Corpo Clínico o que há de mais avançado no campo da Medicina. Todos os setores estão informatizados, desde os administrativos até os ligados ao atendimento ao público, como recepção e ambulatórios, e aos procedimentos de atendimento interno dos pacientes. Tido desde sua implementação como modelo, o processo de informatização do hospital começou em 1997 e é, até hoje, fonte de consultas de outras instituições interessadas em aderir aos avanços tecnológicos.