Hospital Frei Galvão

Hospital Frei Galvão -

Endocrinologia Pediátrica

A Endocrinologia Pediátrica é uma área de atuação que requer a interação de conhecimentos pediátrico e de Endocrinologia para o diagnóstico e tratamento de disfunções hormonais, que se instalam desde o período neonatal até o final da adolescência (20 anos). Tais alterações hormonais determinam repercussões sobre o crescimento, o desenvolvimento e o metabolismo de um organismo em fase de maturação, devendo, por isso, serem considerados os aspectos peculiares de cada fase do desenvolvimento. É uma especialidade de importância crescente devido ao aumento de doenças e de complicações endócrinas no paciente pediátrico. Essas doenças muitas vezes têm uma alta taxa de mortalidade e morbidade, somadas ao fato desse paciente ser de faixa etária pediátrica, o que torna indispensável o acompanhamento deste por um especialista.

Uma dessas doenças é a obesidade cuja incidência tem tomado projeções alarmantes devido ao sedentarismo e maus hábitos alimentares, entre outros fatores. E vem atingindo até crianças de baixa idade, comprometendo sua saúde.

O Diabetes tem apresentado aumento de incidência em crianças e adolescentes podendo, várias vezes, estar relacionado com a obesidade e outros fatores. O acompanhamento feito por um especialista torna-se necessário, pois é preciso conscientizar, tratar, e até mesmo treinar o paciente para realizar o seu próprio tratamento.

As alterações puberais, as doenças da tireóide, os atrasos de crescimento e de desenvolvimento, alterações hormonais, raquitismo, osteoporose de causa hormonal, hipoglicemias, gigantismo, bem como anomalias da diferenciação sexual são alguns exemplos de patologias que devem ser tratadas pelo Endocrinologista pediátrico.

Crescimento Normal

O crescimento de crianças e adolescentes deve ser vigiado desde o nascimento até a obtenção da estatura final, utilizando-se, para isso, gráficos de crescimento populacionais que estejam adequadamente ajustados à população a que o indivíduo pertença. Os sinais de alerta para um crescimento inadequado são: percentis ou canais de crescimento abaixo do padrão populacional ou inferior ao esperado para o padrão genético da família, desaceleração do crescimento com relação à velocidade esperada para a idade, sexo e grau de desenvolvimento, previsão de estatura final abaixo da estatura alvo familiar.